Meluco Agência Web
 
Kalena no Facebook
 
 
 
 
Helena Kolody

Helena Kolody (Cruz Machado, 12 de outubro de 1912 — Curitiba, 15 de fevereiro de 2004) foi uma poetisa brasileira.

Seus pais foram imigrantes ucranianos que se conheceram no Brasil.

Foi professora do ensino médio e inspetora de escola pública.

É a poetisa mais importante de seu estado natal, o Paraná, e praticava principalmente o haicai, que é uma forma poética de origem japonesa, cuja característica é a concisão, ou seja, a arte de dizer o máximo com o mínimo. Escrevia desde a adolescência e foi a primeira mulher a publicar haicais no Brasil, em 1941.

Foi admirada por poetas como Carlos Drummond de Andrade e Paulo Leminski, sendo que, com esse último, teve uma grande relação de amizade pessoal e literária.

Helena Kolody, segundo o que consta em seu livro Viagem no Espelho, ela foi professora da Escola de Professores da cidade de Jacarezinho ,onde lecionou por vários anos.

Obras:

Paisagem Interior (1941)
Música Submersa (1945)
A sombra no rio (1951)
Poesias Completas (1962)
Vida Breve (1965)
Era Espacial e Trilha Sonora (1966)
Antologia Poética (1967)
Tempo (1970)
Correnteza (1977, seleção de poemas publicados até esta data)
Infinito Presente (1980)
Poesias Escolhidas (1983, traduções de seus poemas para o ucraniano)
Sempre Palavra (1985)
Poesia Mínima (1986)
Viagem no Espelho (1988, reunião de vários livros já publicados)
Ontem, Agora (1991)
Reika (1993)
Sempre Poesia (1994, antologia poética)
Caixinha de Música (1996)
Luz Infinita (1997, edição bilíngüe).
Sinfonia da Vida (1997, antologia poética com depoimentos da poetisa)
Helena Kolody por Helena Kolody (1997, CD gravado para a coleção Poesia Falada)
Poemas do Amor Impossível (2002, antologia poética)
Memórias de Nhá Mariquinha (2002, obra em prosa)


Prêmios e homenagens

1985 - Recebe o "Diploma de Mérito Literário da Prefeitura de Curitiba".
1987 - Recebe o título de "Cidadã Honorária de Curitiba". 1988 - Criação do "Concurso Nacional de Poesia Helena Kolody", realizado anualmente pela Secretaria da Cultura do Paraná, em sua homenagem.
1989 - Gravação e publicação de seu depoimento para o Museu da Imagem e do Som do Paraná.
1991 - Eleita para a Academia Paranaense de Letras.
1992 - O filme A Babel de Luz, do cineasta Sylvio Back, homenageia os 80 anos da poetisa, tendo recebido o prêmio de melhor curta-metragem e melhor montagem, do 25° Festival de Brasília.
2002 - Exposição em homenagem aos 90 anos da poetisa, na Biblioteca Pública do Paraná.
2003 - Recebe o título de "Doutora Honoris Causa" pela Universidade Federal do Paraná.

 _________________________________________________

(Poemas retirados de Viagem no Espelho, de Helena Kolody.)

RESSONÂNCIA
Bate breve o gongo.
Na amplidão do templo ecoa
o som lento e longo.

FLECHA DE SOL
A flecha de sol
pinta estrelas na vidraça.
Despede-se o dia.

NOITE
Luar nos cabelos.
Constelações na memória.
Orvalho no olhar.

SAUDADES
Um sabiá cantou.
Longe, dançou o arvoredo.
Choveram saudades.

REPUXO ILUMINADO
Em líquidos caules,
irisadas flores d'água
cintilam ao sol.

DEPOIS
Será sempre agora.
Viajarei pelas galáxias
universo afora.

ALQUIMIA
Nas mãos inspiradas
nascem antigas palavras
com novo matiz.
JORNADA
Tão longa a jornada!
E a gente cai, de repente,
No abismo do nada.


SEMPRE MADRUGADA

Para quem viaja ao encontro do sol,
é sempre madrugada.

Retrato Antigo (1988 )

Quem é essa
que me olha
de tão longe,
com olhos que foram meus?

Voz Da Noite ( 1986)
O sol se apaga.
De mansinho,
a sombra cresce.

A voz da noite
diz, baixinho:
esquece... esquece...

A Miragem No Caminho (1978)
Perdeu-se em nada,
caminhou sozinho,
a perseguir um grande sonho louco.

(E a felicidade
era aquele pouco
que desprezou ao longo do caminho).

Dom
Deus dá a todos uma estrela.
Uns fazem da estrela um sol.
Outros nem conseguem vê-la.


Poesia Mínima
Pintou estrelas no muro
e teve o céu
ao alcance das mãos.  

 

 

 
Helena Kolody
 
 
 
home  .  agenda  .  álbum de fotos  .  cultura  .  danças  .  diretoria histórico multimídia  .  notícias  .  recados  .  contato
  2017. Grupo Kalena. Todos os direitos reservados.